quarta-feira, 4 de maio de 2011

Epílogo

Poema gasto,
Perdido,
Abatido,
Esquecido num canto
De um livro meu,
Velho e poeirento
Que ninguém leu!

Poema acabado,
Quebrado,
Bolorento,
Abandonado,
Cinzento,
Diluído ao Vento…

Anoiteceu,
Arrefeceu,
Enfim
Adormeceu,
Sem sorte
Mas forte,
Num desencanto
De um canto
De um livro meu
Que ninguém leu!

Um beijo para as meninas e um abraço para os rapazes,

Jorge 

10 comentários:

tecas disse...

Um bonito poema corrido e com musicalidade, poeta Jorge. E já que fala num livro seu «que ninguém leu»,deixo aqui o convite para o lançamento do meu no dia 28 de Maio,sábado, às 18 h, na Biblioteca - Forum da Maia. É pertinho e para mim é uma honra a sua presença, além de ter o enorme prazer de o conhecer.
Abraço amigo.

wind disse...

Estamos a ler agora:)
Gostei:)
Beijos

Marta disse...

Mas não está adormecido, uma vez que o cantas....
Eu desisti de publicar o meu....
Beijos e abraços
Marta

Álvaro Lins disse...

Olá Jorge - Bela surpresa! Adoro poesia, mas infelizmente falta-me "o engenho e arte"!
A tua é boa!
Os meus parabéns!
Abraço

zelia nicolodi disse...

__________________________________


Belo e nostálgico... Gosto da sua poesia!


Beijos de luz e o meu carinho!!!


___________________________

AFRICA EM POESIA disse...

POEMA Poema...

Gostei...


Vim matar saudades...

O rio corre sempre
Luta sempre
não baixa os braços

Um beijo

RIO


Olho a paisagem...
Vejo o rio...
O monte...
E vales...
Como és belo...
Como és grande...

É bom ver-te...
Rio límpido...
De águas puras...
De águas cristalinas...
A cair pelos montes...
E pelos vales...

Cair lentamente...
E ver como se corre...
Como se beija...
E como se dorme...

E tu Rio...
Lentamente...
Desces os montes...
Os vales...
E beijas...
E acaricias...
E corres...
Sem nunca parar!...

LILI LARANJO

scbmf disse...

Muito musical! Gostei muito!

Fátima disse...

Pois coloque aqui, oras!
Além deste queremos ler outros.
Escreva... exponha...
São tão sentidos...
Devem ser lidos!
Com carinho
Fátima

Fátima disse...

Vc sabia que eu sou rio?
Sorrio tanto...
Mas já molhei margens com o meu pranto.
E com muito custo segui o meu percurso.
Aprendi a amar...
e desemboquei no mar.
Um bj
com carinho
Fátima

M. Sousa disse...

terá sido uma princesa que com um beijo o acordou? Gostei!
Bjs,
Maria Sousa